Quarto Com Baú
  

E não é que ela descobriu que o marido ficava na internet ‘galinhando’ – como diria mais tarde às amigas – até altas horas da noite? Pois é, descobriu. Tinhosa, descobriu também o nick que ele usava e onde encontrá-lo. Mordida de dor e ciúme, resolveu entrar na dança só pra depois desmascará-lo em grande estilo. Nada dela era ‘simplesinho’, tudo tinha que ter estilo, muito estilo. Começou a inventar viagens e ficar no trabalho até mais tarde, só pra ficar de bate papo com ele a noite toda. As mensagens foram ficando cada vez mais eróticas. Cachorro! – dizia ela – ele nunca foi assim tão atirado comigo! Mensagemvai -  mensagemvem, um dia ele propôs um encontro cara a cara. No final da mensagem que propunha se encontrarem ele acrescentou um ‘P.S.’ que a abalou – ‘você foi a única que eu quis encontrar fora do mundo virtual, a única que atiçou nos meus dedos o desejo de pele e não de teclado...’ Combinaram os sinais para serem identificados, local, hora, dia – o seguinte – e desligaram. Isso era uma noite de quinta feira.

Em casa ela o encontrou já deitado, fingindo que dormia há muito tempo. Trocaram um beijinho insosso e ela comunicou, com falso pesar, que viajaria pela manhã e só voltaria no sábado. Ele compartilhou do falso pesar e adormeceram.  

No outro dia ela arrumou a mala onde colocou apenas a escova de dente, o pente, e a calcinha que comprara numa sex shop (depois que começaram a se corresponder ela descobria em si uma ‘outra ela’, desconhecida até então). Passou cedo pelo trabalho, encaminhou o que precisava, mais pra fazer hora enquanto o salão abria do que por compromisso profissional (percebeu que ‘antes’ ela não era assim).  

Saiu do trabalho e passou o dia quase todo no salão de beleza. Fez banhos aromáticos, massagens revitalizantes, hidratação e escova nos cabelos e maquiagem com um profissional. Ah, nas unhas das mãos e dos pés – que ela nunca pintava – vermelho!  Escolheu os esmaltes pelos nomes: uma camada de Carmen, outra de Maçã do Amor e a última, por cima de todas: Rebu. Saiu de lá cheirosa, macia, colorida... Nesse estado de espírito passou na loja onde tinha um vestido que já experimentara umas tantas vezes e sempre desistia de levar desencorajada pelo preço. Exatamente por causa do preço ele ainda estava lá. Sentiu-se rica de repente, levou também um sapato. Não estava só rica, estava ensandecida, na loja vizinha escolheu um perfume sem o qual não poderia mais viver e o levou consigo.

Kit pronto, sacou da bolsa a chave da casa da amiga que estava viajando e tinha lhe pedido pra alimentar os gatos e foi se arrumar por lá. Ração nas vasilhas e ela diante do espelho ia se vestindo e se desejando. Olhava-se com olhos de homem que mede mulher de cima até embaixo, passando pelo meio. ‘Eu sou meu melhor amante’ – pensou e riu sozinha. Meu Deus! Eu deveria estar arrasada, afinal meu marido está indo se encontrar com ‘outra’ mulher... Mas, quer saber, espelho? Entendo meu marido. Também estou muito encantada com a ‘outra’. E devo admitir, se tem uma coisa forte que 'ela' tem é estilo! Justo estilo que é meu ponto fraco’...  Ajeitou a rosa no cabelo – o sinal que ele pedira para identificá-la – jogou um beijo para o espelho e, como estava bem pertinho, foi caminhando até o restaurante combinado. Nem sombra do medo - que sempre a perseguira - de andar a pé e sozinha àquela hora da noite.

Chegou, entrou, o ambiente era meio penumbra. Escolheu para se sentar um local onde tivesse boa visão da porta de entrada e, ao mesmo tempo fosse pouco visível para quem chegava. Estava adiantada, conforme planejara. Na hora em que se sentou, antes de pedir qualquer coisa, deu caruara, sentiu frio na barriga, as pernas tremeram, o coração doeu e ela decidiu ir embora. Passou, a caminho da saída, pelo banheiro e entrou. ‘A outra’ estava lá dentro, lhe olhando pelo espelho. Na boca um batom vermelho demais. 'A outra' piscou um olho e lhe disse: ‘ o problema é o batom, como ele vai lhe beijar assim?’  Essa 'outra' era mesmo esquisita, se sabia que ela estava ali mais para tapas que para beijos, que conversa era aquela? Quando menos esperou estava retirando o batom com a toalha de papel. Pronto. Quando se viu no espelho sem batom, a coragem voltou e ela correu para a mesa. Não queria perder a entrada dele.

Mal deu tempo de se sentar e o viu chegar. Nervoso – dava pra notar. Correu os olhos rapidamente pelo salão buscando a mulher com a rosa no cabelo. Quando a viu, sorriu mais calmo. Usava gravata amarela que ela tinha pedido como a marca da sua identificação. Pediu de maldade, sabia que ele detestava usar a única gravata que tinha - amarela e cafona! Mas... o que ela via? Uma gravata linda, novinha, toda invocada. Provavelmente ele também tinha visitado umas lojas. ‘Eu realmente não conheço esse homem!’ . E ele vindo. A gravata e a rosa já estavam bem próximas. Ele se sentou e só então... sentiu os cinco dedos dela estalando no seu rosto. ‘Sem vergonha!’. Ele demorou a entender a história. Enquanto fazia contas e juntava cenas e hipóteses na cabeça a chamou pra saírem dali, ia virar um vexame, um Rebu!  Ela concordou porque tinha vontade de gritar com ele e ali dentro seria contida, com certeza.

Já do lado de fora quis recomeçar o ataque, mas ele a deteve com o que ela contou toda derretida às amigas depois, ‘ele me disse uma coisa tão bonitinha que me desarmou completamente:  “Viu só? Não tem jeito, meu destino é sempre escolher você!”’ Não dava pra negar, ele tinha estilo, muuuito estilo e a isso ela não podia resistir!



 Escrito por Fátima Guimarães às 21h45
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
Meu perfil
BRASIL, Mulher


HISTÓRICO
 19/09/2010 a 25/09/2010
 31/05/2009 a 06/06/2009
 17/05/2009 a 23/05/2009
 08/01/2006 a 14/01/2006
 09/10/2005 a 15/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 27/02/2005 a 05/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005
 30/01/2005 a 05/02/2005
 23/01/2005 a 29/01/2005
 16/01/2005 a 22/01/2005
 02/01/2005 a 08/01/2005
 26/12/2004 a 01/01/2005
 12/12/2004 a 18/12/2004
 05/12/2004 a 11/12/2004
 28/11/2004 a 04/12/2004
 21/11/2004 a 27/11/2004
 14/11/2004 a 20/11/2004
 07/11/2004 a 13/11/2004
 31/10/2004 a 06/11/2004
 24/10/2004 a 30/10/2004
 17/10/2004 a 23/10/2004
 10/10/2004 a 16/10/2004
 03/10/2004 a 09/10/2004
 26/09/2004 a 02/10/2004
 12/09/2004 a 18/09/2004
 05/09/2004 a 11/09/2004
 29/08/2004 a 04/09/2004
 22/08/2004 a 28/08/2004



OUTROS SITES
 Blog do Getro
 Brincando com Palavras
 Brinquedoteca
 Caprichos e Relaxos
 Causos do Getrão
 Cia Subversiva de Dizedores de Versos
 Luz de Luma
 Luciana e sua Nina
 Tito
 Só uma Mulher
 BOL - E-mail grátis
 UOL - O melhor conteúdo


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!





O que é isto?