Quarto Com Baú
  

Outro dia, numa conversa, César me contou do seu encanto pelas palavras. Especialmente pelas que são incomuns. E trouxe algumas, bafio é bolor – me disse ele;  Araã (me deu vontade de colocá-la maiúscula) é palavra que em língua Tupi quer dizer espanto e saudade. Fiquei pensando na escrita dele e na minha. Ele escreve fascinado pelas palavras e, talvez, por mais outros fascínios que nem imagino, pois dentro de cada um há muito mistério. Mas eu escrevo porque me perco exatamente no que se passa dentro de mim. Há imagens, sensações e sentimentos em profusão. Preciso nomeá-los e batizá-los – todos – para que me tragam alguma redenção, alguma paz. Desconfio das palavras, elas me remetem à constatação da incomunicabilidade humana. Sempre estou diante de ‘coisas’ que não têm nome, não há substantivos que lhes possam ser comuns ou próprios – ou, até mesmo, impróprios – porque não lhes sei a substância. Quando escrevo busco rastros. Rastros que deixarei no caminho para poder me encontrar comigo e com o outro... Fascina-me o que não tem nome, o que a palavra não define. Fascina-me a tentativa humana de usar as palavras como parteiras de ‘coisas’ que temos dentro de nós. De todos nós. As palavras são o dedo que aponta as estrelas e... o inferno!



 Escrito por Fátima Guimarães às 20h38
[] [envie esta mensagem]


 
  

Tem umas coisas que 'puxam' outras. Hoje, quando abri a geladeira, encontrei lá dentro um cheiro... JACA! DURA! Futuquei tudo até achar o pacote onde ela estava, já prontinha pra ser comida. Ai!, A memória me levou pra a infância...meu avô...minha avó...a roça e suas jaqueiras. A fruta pendurada no pé parecia um grande e estranho casulo. Lembro a mão calejada de meu avô batendo na jaca e escutando, se o barulho fosse de 'barriga impanzinada', tava madura. Já em casa, com elas no chão da cozinha a faca era untada no óleo pra não ficar colada de visgo. Aberta a jaca se espalhava pelo ambiente aquele cheiro doce de sexo, feminino. Retirado o visgo branco do meio, ficavam os bagos (esse nome...) que a gente, com as mãos também deslizantes de óleo, ia arrancando um a um,  comendo a polpa e jogando fora o caroço. Meu avô ia limpando a faca num jornal ou naquele papel de embrulho azul que hoje não se vê mais. Eu comia até passar mal. Minha avó me punha um pouquinho de sal na língua, 'pra não ficar impanzinada, minha fia'. Mas eu já estava impanzinada e assim ficava até o dia seguinte. Nem água conseguia beber. Devo confessar que esse ataque de gulodice era só com jaca dura, a melhor pra comer e pra fazer doce. Minha Vó fazia um doce com calda, colocava numa compoteira retangular, de louça, que ela guardava na cristaleira e a gente só podia comer depois que meu pai experimentasse. 

E tinha também jaca mole, mas essa...gosto não.



 Escrito por Fátima Guimarães às 20h36
[] [envie esta mensagem]


 
  

Se me sinto uma borboleta, quem é essa mulher que, no espelho, me reflete em seus olhos?



 Escrito por Fátima Guimarães às 22h19
[] [envie esta mensagem]


 
  

     Ela, quando menina, fascinada pelas estrelas que brilhavam no céu escuro, imaginava ser possível tocá-las se subisse numa árvore ou escada muito, muito alta. Uma que chegasse ao topo do mundo...  

     Um dia, vindo de muito, muito longe, encontrou um homem de olhos escuros e olhar triste. Talvez o olhar mais escuro e triste que jamais encontrara. E havia tanto amor ali...  Um amor que pôs fim à sua infância e a iniciou mulher. Sem árvore ou escada, voou, mergulhou e chegou ao céu...

     ...e ali era escuro e estrelado!



 Escrito por Fátima Guimarães às 09h16
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
Meu perfil
BRASIL, Mulher


HISTÓRICO
 19/09/2010 a 25/09/2010
 31/05/2009 a 06/06/2009
 17/05/2009 a 23/05/2009
 08/01/2006 a 14/01/2006
 09/10/2005 a 15/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 27/02/2005 a 05/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005
 30/01/2005 a 05/02/2005
 23/01/2005 a 29/01/2005
 16/01/2005 a 22/01/2005
 02/01/2005 a 08/01/2005
 26/12/2004 a 01/01/2005
 12/12/2004 a 18/12/2004
 05/12/2004 a 11/12/2004
 28/11/2004 a 04/12/2004
 21/11/2004 a 27/11/2004
 14/11/2004 a 20/11/2004
 07/11/2004 a 13/11/2004
 31/10/2004 a 06/11/2004
 24/10/2004 a 30/10/2004
 17/10/2004 a 23/10/2004
 10/10/2004 a 16/10/2004
 03/10/2004 a 09/10/2004
 26/09/2004 a 02/10/2004
 12/09/2004 a 18/09/2004
 05/09/2004 a 11/09/2004
 29/08/2004 a 04/09/2004
 22/08/2004 a 28/08/2004



OUTROS SITES
 Blog do Getro
 Brincando com Palavras
 Brinquedoteca
 Caprichos e Relaxos
 Causos do Getrão
 Cia Subversiva de Dizedores de Versos
 Luz de Luma
 Luciana e sua Nina
 Tito
 Só uma Mulher
 BOL - E-mail grátis
 UOL - O melhor conteúdo


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!





O que é isto?